Imagina o trampo!

Stop Motion classudo!

É engraçado que, as vezes, quando assistimos filmes como estes, ouvimos muita gente falar assim: Nossa, o que a tecnologia não fez né, gente? ou até: É tudo efeito especial, gente! É sussa fazer!

Bem, não é beeeem assim que funciona.

Confesso que algumas vezes eu já pensei assim, mas minha visão mudou completamente com a palestra da Lobo, produtora premiadíssima no Creators Project deste ano.

Eles explicaram os steps de uma animação e eu posso dizer a vocês que não é fácil.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=XHiwn7xs3MM

Créditos e Direitos

Diretor : Noah Harris
Produtora : Blinkink
Produtor : Andrew Studholme
Editor : Leo King @ Cut & Run
Post Production : The Mill
Som Design : Aaron @ Wave Studios
DoP : Toby Howell
Agência : Grey London

I’m back and ‘I’m here’

Blza, eu sei… o #seje não é mais o mesmo. Há mais frequencia de ‘Fuck Art’ do que posts, não temos mais tempo e trabalho há de sobra. Mas….vamos voltar? Vamos!

Volto agora com tudo mostrando pra vocês uma das coisas mais geniais que vi nestes ultimos dias.

No Creators Project, que aconteceu este fds em São Paulo, Spike Jonze estreou seu novo curta. I’m here é uma obra bemmm interessante. Um romantismo barato com uns fragmentos de ironia e surrealismo e muita “fofice” pra um filme só.

Uma trilha perfeita, uma fotografia belíssima e muitas muitassss mensagens subliminares.

Trilha completa:

01 The Lost Trees: “There Are Many of Us”
02 Gui Boratto: “Beautiful Life”
03 Sleigh Bells: “A/B Machines”
04 The Lost Trees: “The Past Is a Grotesque Animal”
05 Animal Collective: “Did You See the Words”
06 Girls: “Hellhole Ratrace”
07 Sam Spiegel: “There Are Many of Us” (Electric Dream Version)
08 Sam Spiegel: “Lonesome Robot Theme”
09 Aska Matsumiya: “Y.O.U.”