Tyger

Muito bom o curta de Guilherme Marcondes, vencedor de mais de 20 prêmios internacionais, incluindo dois no festival de Clermont-Ferrand na França e o Prêmio dos Diretores no Anima Mundi.

A obra intriga, carregado de simbologia, mistério e… imagens sub-conscientes.

Todo gravado em São Paulo, o tigre ‘assustante’ passa por diversos lugares que podem ser rapidamente identificados.

Underground art

Pra quem não lembra ou não sabe, hoje começou o Red Bull Sounderground. #NUM ENTENDI

A Red Bull está trazendo o Festival Internacional de Música de Metrô para São Paulo, que na verdade são artistas que se apresentarão entre hoje e sexta (12 de novembro) em diversas estações de metrô da cidade. O festival acontece em 10 cidades ao redor do mundo e leva para todas elas artistas das outras 9 cidades, criando um grande intercâmbio musical.

Para assistir é só comprar aquela passagenzinha esperta de metrô. A agenda de todas as apresentações está aqui e quem preferir, pode ver uma jam session com todos os artistas na setxa, a partir das 17 hrs, na estação Paraíso.

Taí mais um motivo pra ficar triste por não morar perto do metrô..

São Paulo é a mais Hype!

Pega essa que legal!

Tava meio sem tempo esses dias e não via a hora de postar isso pra vocês.

Nossa querida São Paulo é a mais queridinha pelo Zeitgeist 2010!

Mas por quê, Tom? Num sei! Mas, tipo, dá pra entender, ó:

Primeiro, o Brasil é um dos países mais amados do mundo. Um objeto de desejo para viajantes e aventureiros e com a copa e olimpíadas sediadas futuramente aqui, as atenções estão totalmente voltadas para cá.

Com isso, muita gente começou a observar algumas coisas bem importantes como a nossa preocupação com o meio ambiente, o dinanismo do nosso ilustre presidente, nossa moeda estável, nosso senso de otimismo e outras coisas que fazem perceber que sim, em breve seremos uma grande potência.

De repente percebe-se a gigantesca São Paulo. Onde jovens com muito poder de consumo possuem diversos lifestyles diferentes e um Boom de coisas novas e muito boas começa a surgir. Em todos, TODOS setores. Ótimos cheffs, artístas desejados, designers invejados, centros tecnológicos de primeira, musicalidade forte e um DNA muito “quente”.

Enfim. São Paulo é a cidade da pegada, do momento! É “o que há”! #trends!

Veja a seguir o resto do Ranking:

São Paulo

Berlin

São Francisco

Los Angeles

Shanghai

Zürich

Sidney

New York

London

Hong Kong

Beijing

Washington

Cape Town

Singapore

Tokyo

Copenhagen

México D.F.

Istanbul

Buenos Aires

Abu Dhabi

Eh hoje, bjos!

O que tem hoje?

Claro, show do Camera Obscura, pessoal!!

Isso mesmo! Eles estão no Brasil para uma turnê e vão fazer um “showzinho” aqui, em São Paulo.

Mas quem é Camera Obscura?

Ó, é assim… Tracyanne Campbell, John Henderson, e Gavin Dunbar são escoceses, tocam um indiezinho pop e estão no caminho da fama desde 1996, possuem 4 albuns e se você gosta de Belle & Sebastian (oi? quem?!) tem grandes chances de pagar pau pro Camera tbm. E pq o nome em português se eles são escoceses, Tom?

Gente, o Brasil ainda não é o centro do universo e o nome é em Latim, beleeeeeza? risos

Oi? Como faz para ir?

Infelizmentee num vai dar!

 

Assim que anunciaram a venda dos ingressos, eles evaporaram. Triste né? É.

Alguém conhece alguém que tenha conseguio comprar? Eu conheço uma única pessoa e olha que eu trabalho aqui na rádio que está promovendo o show e não teve jaba dessa vez pra publicitário.

Olha só, aparece lá na porta do studio, paga peitinho pro segurança… who knows?

on the street…

SÃO PAULO

MILÃO

BERLIN

NOVA IORQUE

Repararam algum sinal em comum?

O básico! Fikdik

São Paulo, a hot spot

Para muitos uma selva de concreto, para outros a capital Latin do luxo e para alguns apenas mais uma cidade grande.

Bem, não é exatamente assim que Hélvio Homero enxerga a metrópole. Com um olho eXpéRto, ele consegue mirar sua lente para pontos que você, paulistano nato, nunca na vida imaginou olhar com apreciação. Admiração pela pobreza? Pelo lixo?

Eu interpreto como uma admiração pelo abandono. E não só, tipo, pelo abandono social, mas pelo abandono de atenção. Nem dezprezo nem orgulho… Eles estão alí e, simplesmente não são percebidos.

E, sei lá, é bem interessante essa coisa de muita gente passando pelos mesmos lugares todos os dias e, assim como Homero, cada um tem o seu jeito de ver, observar, enfim…

É como uma exposição no Masp, sabe? Você está vidrado em uma obra, analisando cada traço, cada cor, a disposição dos objetos, o jogo de luz… Fica imaginando o que estava passando pela cabeça do artista naquele momento, o que o fez pintar aquilo, como ele aproveitou o espaço da tela… Aí de repente, passa seu amigo e fala: “Nossa que bosta esse, neh!” 

 

E acho que vale acrescentar aqui que, como vocês já sabem, para os trendsettings atuais NY, Milão, Paris, Tokyo e Londres não são mais os ovos de ouro. Países emergêntes, como Russia, Índia, China são as bolas da vez. E mais que qualquer um destes citados, o Brasil é o atual queridinho. E não acredite você nos economistas que dizem que o fator Economia está sendo cada dia mais desenvolvido e blá blá blá… O nosso DNA é o fator mais importante para nossa mudança. Nossa alegria, nossa amizade, nossa história, um país tão novo e com tanta história, nossos valores e principalmente nossa estética. Se hoje a Rússia tem uma boa distribuição, a China atrai o consumo e a Índia manda bem na comunicação, nós temos a mais linda estética do planeta.

Sabe aquela frazisinha clichê de termino de namoro? “Ame-se primeiro para depois amar alguém?”

Cabe aqui também. Olhe para dentro. Lá fora tá cheio de gente boa, de coisas legais, mas é muito importante o valor interno. Afinal, Brasil é #trends na gringa, gata. Fikdik.

Bjo